Atendimento

(41) 3264 6097

Ver todas as noticias


Públicada em 2012-09-17 15:57:22

O que não pode faltar na sua bike



Está pensando em deixar o carro de lado e começar a pedalar por aí? Então, em primeiro lugar, você precisa providenciar os itens obrigatórios previstos na legislação: espelho fixado no lado esquerdo da bike, campainha, e refletores na parte dianteira e traseira, nos pedais e nas laterais. Outros equipamentos, embora não constem no Código Brasileiro de Trânsito, também são fundamentais para garantir a segurança nas vias públicas. A Gazeta do Povo montou um guia com todos os apetrechos básicos, sugestões de como guardar e transportar a bicicleta e dicas de como tornar os passeios muito mais tranquilos.
\r\nEstá pensando em andar de bicicleta? Veja as sugestões de quem entende do assunto para garantir conforto e segurança:
\r\n- Sempre use roupas leves e um tênis adequado.
\r\n- Não abra mão dos equipamentos de segurança, como capacete, luvas e sinalizadores. Também confira se você tem todos os itens exigidos pelo Código Brasileiro de Trânsito: espelho no lado esquerdo, campainha, e refletores (adesivos) na parte dianteira (brancos e amarelos) e traseira (vermelhos), nos pedais e nas laterais (em qualquer cor).
\r\n- Instale um suporte e carregue uma garrafinha de água na bicicleta. É importante se hidratar pelo menos a cada meia hora, principalmente em dias de calor.
\r\n- Se for transportar uma criança, não abra mão de instalar uma cadeirinha.
\r\n- Assim como os carros, as bicicletas precisam de revisões periódicas. O ideal é fazer uma manutenção a cada seis meses, a cada 800 km ou antes de viajar – e sempre procurar por lugares de confiança. Manter os pneus calibrados e lubrificar a corrente semanalmente são atitudes que ajudam a conservar a bike por mais tempo.
\r\n- Escolha a bicicleta adequada para o seu perfil, levando em conta sua altura e o uso (se é para passear, andar pela cidade, fazer trilhas ou acrobacias). Desconfie de modelos muito baratos.
\r\n- Se quer ir ao trabalho e à faculdade ou viajar de bicicleta, tenha certeza de que você tem habilidade com o veículo, já que andar de bike no trânsito exige muito preparo e cuidado. Na dúvida, peça ajuda a alguém mais experiente e comece por trechos pequenos, até se sentir seguro para aumentar a distância e as dificuldades do trajeto.

\r\nFontes: André Hain Taborda, sócio-gerente da Agência Bicicleta; Cícero Pereira da Silva, coordenador de veículos do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR); Cleverson Purkot, gerente de seção da Decathlon Barigui; Eliton Mello, gerente de vendas da Jamur Bikes; e Renato Baron, proprietário da Baron Bikes.
Ver todas as noticias


Públicada em 2012-09-17 15:57:22

O que não pode faltar na sua bike



Está pensando em deixar o carro de lado e começar a pedalar por aí? Então, em primeiro lugar, você precisa providenciar os itens obrigatórios previstos na legislação: espelho fixado no lado esquerdo da bike, campainha, e refletores na parte dianteira e traseira, nos pedais e nas laterais. Outros equipamentos, embora não constem no Código Brasileiro de Trânsito, também são fundamentais para garantir a segurança nas vias públicas. A Gazeta do Povo montou um guia com todos os apetrechos básicos, sugestões de como guardar e transportar a bicicleta e dicas de como tornar os passeios muito mais tranquilos.
\r\nEstá pensando em andar de bicicleta? Veja as sugestões de quem entende do assunto para garantir conforto e segurança:
\r\n- Sempre use roupas leves e um tênis adequado.
\r\n- Não abra mão dos equipamentos de segurança, como capacete, luvas e sinalizadores. Também confira se você tem todos os itens exigidos pelo Código Brasileiro de Trânsito: espelho no lado esquerdo, campainha, e refletores (adesivos) na parte dianteira (brancos e amarelos) e traseira (vermelhos), nos pedais e nas laterais (em qualquer cor).
\r\n- Instale um suporte e carregue uma garrafinha de água na bicicleta. É importante se hidratar pelo menos a cada meia hora, principalmente em dias de calor.
\r\n- Se for transportar uma criança, não abra mão de instalar uma cadeirinha.
\r\n- Assim como os carros, as bicicletas precisam de revisões periódicas. O ideal é fazer uma manutenção a cada seis meses, a cada 800 km ou antes de viajar – e sempre procurar por lugares de confiança. Manter os pneus calibrados e lubrificar a corrente semanalmente são atitudes que ajudam a conservar a bike por mais tempo.
\r\n- Escolha a bicicleta adequada para o seu perfil, levando em conta sua altura e o uso (se é para passear, andar pela cidade, fazer trilhas ou acrobacias). Desconfie de modelos muito baratos.
\r\n- Se quer ir ao trabalho e à faculdade ou viajar de bicicleta, tenha certeza de que você tem habilidade com o veículo, já que andar de bike no trânsito exige muito preparo e cuidado. Na dúvida, peça ajuda a alguém mais experiente e comece por trechos pequenos, até se sentir seguro para aumentar a distância e as dificuldades do trajeto.

\r\nFontes: André Hain Taborda, sócio-gerente da Agência Bicicleta; Cícero Pereira da Silva, coordenador de veículos do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR); Cleverson Purkot, gerente de seção da Decathlon Barigui; Eliton Mello, gerente de vendas da Jamur Bikes; e Renato Baron, proprietário da Baron Bikes.