Atendimento

(41) 3264 6097

Ver todas as noticias


Públicada em 2019-08-29 12:09:00

A importância do alongamento no ciclismo



No ciclismo, assim como em outros esportes, se faz necessário a prática do alongamento. Independentemente da modalidade ao qual o ciclista pratica, uma preparação muscular adequada é de fundamental importância.\r\n\r\nAs diferenças entre alongamento e flexibilidade têm sido amplamente apresentadas e discutidas na literatura. As aplicações práticas dessas duas formas de trabalho muscular têm ocorrido de diferentes maneiras e objetivos.\r\n\r\nNo alongamento busca-se apenas um leve estiramento da musculatura com o objetivo de manutenção da amplitude normal de movimento, ou seja, sem aplicação demasiada de força e normalmente utilizado como complemento ao aquecimento e volta a calma de uma determinada atividade. Já na flexibilidade objetiva-se atingir um nível de amplitude articular além da normal, ocorrendo assim um estiramento muscular que gera adaptações em toda estrutura muscular.\r\n\r\nPor fim, tanto o alongamento como a flexibilidade são benéficos com relação aos seus efeitos sobre o desempenho. Cabe destacar que o alongamento pode ser aplicado antes ou depois de uma sessão de treinamento. No entanto, é aconselhável treinar a flexibilidade após a atividade, uma vez que o corpo estará aquecido, facilitando assim o estiramento muscular e evitando possíveis lesões. Além disso, a flexibilidade pode ser treinada em dias alternados com o treinamento físico realizado na bike. Quando utilizada antes do treino na bike, gera redução da capacidade de produção de força pela ativação de mecanismos de defesa articular causados pela maior exigência em termos de amplitude de movimento.
Ver todas as noticias


Públicada em 2019-08-29 12:09:00

A importância do alongamento no ciclismo



No ciclismo, assim como em outros esportes, se faz necessário a prática do alongamento. Independentemente da modalidade ao qual o ciclista pratica, uma preparação muscular adequada é de fundamental importância.\r\n\r\nAs diferenças entre alongamento e flexibilidade têm sido amplamente apresentadas e discutidas na literatura. As aplicações práticas dessas duas formas de trabalho muscular têm ocorrido de diferentes maneiras e objetivos.\r\n\r\nNo alongamento busca-se apenas um leve estiramento da musculatura com o objetivo de manutenção da amplitude normal de movimento, ou seja, sem aplicação demasiada de força e normalmente utilizado como complemento ao aquecimento e volta a calma de uma determinada atividade. Já na flexibilidade objetiva-se atingir um nível de amplitude articular além da normal, ocorrendo assim um estiramento muscular que gera adaptações em toda estrutura muscular.\r\n\r\nPor fim, tanto o alongamento como a flexibilidade são benéficos com relação aos seus efeitos sobre o desempenho. Cabe destacar que o alongamento pode ser aplicado antes ou depois de uma sessão de treinamento. No entanto, é aconselhável treinar a flexibilidade após a atividade, uma vez que o corpo estará aquecido, facilitando assim o estiramento muscular e evitando possíveis lesões. Além disso, a flexibilidade pode ser treinada em dias alternados com o treinamento físico realizado na bike. Quando utilizada antes do treino na bike, gera redução da capacidade de produção de força pela ativação de mecanismos de defesa articular causados pela maior exigência em termos de amplitude de movimento.